segunda, 12 de novembro de 2018 | TRANSPARÊNCIA FISCAL | E-SIC |
16/01/2014

PMDB ameaça deixar o governo se Dilma não escolher Vitalzinho para o Ministério da Integração


Fonte do partido confidenciou que a convenção nacional que discutirá o caminho da legenda nas eleições presidenciais deste ano...





O PMDB nacional lançou sua última cartada para tentar conseguir a nomeação do senador, Vital do Rego, para o ministério da Integração Nacional. Desta vez, o partido do vice-presidente, Michel Temer pode romper com o Planalto e pular de vez para oposição.

Fonte do partido confidenciou que a convenção nacional que discutirá o caminho da legenda nas eleições presidenciais deste ano poderá ser antecipada para abril, deixando a legenda livre para voar para os braços de Aécio Neves (PSDB) ou Eduardo Campos (PSB).

Em Brasília, setores da imprensa afirmam que Dilma vê a antecipação como um blefe, já que a legenda detém partido tem cinco ministérios (Minas e Energia, Previdência, Turismo, Agricultura e Secretaria de Aviação Civil) e quer ganhar a Integração Nacional.

O problema é que a presidente disse a Temer na noite de ontem que precisa contemplar outros aliados, como PTB, Pros e PSD, evitando uma debandada para a oposição.

O namoro da sigla seria mais forte com o PSDB, do pré-candidato Aécio Neves, devido a rejeição de uma composição com o PSB por parte da provável candidata a vice de Eduardo Campos, Marina Silva, ao fisiologismo do PMDB, mas mesmo assim o rompimento continua sendo muito difícil.

Nossa equipe tentou ouvir o senador Vital do Rego durante toda tarde de hoje, mas não obteve resposta.

+ Política




© Prefeitura Municipal de Zabelê/PB 2017, Todos os direitos reservados